Marca Maxmeio

Turismo


04 de setembro de 2017   -   19:36:26

Mossoró: Fest Bossa & Jazz convida grupo Monxoró para Prévia nesta quinta-feira

Arquivo - Monxoró

Nesta quinta-feira, dia 07 de setembro, feriado nacional, o Fest Bossa & Jazz e a Jeep Atlanta tem uma ótima dica para você curtir este dia com cara de feriadão. Mais uma Prévia Fest Bossa & Jazz 2017, em Mossoró, RN, desta vez com o Grupo Monxoró, no Restaurante Virgulino do Thermas Hotel e Resort, a partir das 20h.

Com sua essência baseada nos instrumentos de metal, a Monxoró busca diversificar os muitos gêneros da música brasileira, como o choro, a bossa nova, o samba, a música nordestina, entre outros. O grupo é vinculado à Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) através do Conservatório de Música D’alva Stella. Formam a Monxoró, Ítalo Soares e Anderson Trajano – Trompetes, Bruno Farias e Luandrey Célio – Trombones, Alan Rommel – Piano, Neuton da Silva – Contrabaixo e Lucas Freitas – Bateria. 

As prévias fazem parte do calendário do Fest Bossa & Jazz e acontecem durante toda quinta-feira do mês que se antecede ao Festival. Realizado por Juçara Figueiredo Produções, o Fest acontece nos dias 22 e 23 de setembro, na ‘Estação das Artes Elizeu Ventania’, entrada gratuita. Conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Mossoró, patrocínio Governo do Estado do Rio Grande do Norte, recursos da SETUR e EMPROTUR por meio do Governo Cidadão, Grupo Banco Mundial e, em Mossoró, conta com a promoção da TCM.

Serviço:

Prévias Fest Bossa & Jazz – edição 2017

Grupo Monxoró

Dia: 07/09 (quinta-feira)

Onde: Restaurante Virgulino do Thermas Hotel e Resort

Entrada*: R$ 10 (Couvert artístico)

*(Hóspede e quem possuir Cartão Passaporte não paga)

Próxima prévia:

14/09 – Frequência 2

 

Comentar (0) Curtir Twitter

Turismo


28 de agosto de 2017   -   21:23:40

Simples Nacional terá alíquota progressiva a partir de janeiro

A alíquota do Simples vai variar conforme o aumento do faturamento da empresa. O regime terá cinco tabelas com alíquotas para seis faixas, dependendo da receita anual.

Por: Cleonildo Mello

Gilvanise Maia recomenda que o empresário faça a simulação junto com o contador ou procure a orientação do Sebrae. Foto Agência Sebrae

A partir de janeiro do próximo ano, entram em vigor as novas regras para as empresas optantes pelo Simples Nacional, o regime de arrecadação simplificada que reúne em uma única guia até oito impostos (IRPJ, IPI, CSLL, Cofins, PIS/Pasep, CPP, ICMS e ISS). O teto anual de faturamento do Microempreendedor Individual (MEI) passa de R$ 60 mil para R$ 81 mil e será criada uma faixa de transição de até R$ 4,8 milhões de faturamento anual para as empresas que ultrapassarem o teto atual de R$ 3,6 milhões. No entanto, uma das mudanças mais significativas está relacionada às alíquotas, que passarão a ser progressivas a exemplo do que acontece com o Imposto de Renda de Pessoa Física.

As novas regras reduzem de 20 para seis faixas de alíquotas, que são valores percentuais que funcionam para calcular o custo do tributo de determinado produto ou serviço, conforme o faturamento anual da empresa. Tanto a alíquota quanto os valores a serem deduzidos estão distribuídos em cinco tabelas (antes, eram seis) conforme o ramo de atividade. São três tabelas para o setor de serviços, uma para o comércio e uma para a indústria.

Como a alíquota se tornará progressiva, na medida em que o faturamento da empresa aumenta,o negócio pode mudar de faixa, e não mais fixo por faixas, como era antes. Também será criado um desconto fixo específico por cada faixa de enquadramento, ou seja, a alíquota a ser paga dependerá de um cálculo que leva em consideração a receita bruta acumulada nos 12 meses anteriores e esse novo desconto.

“Todas as empresas que são optantes e que não são não Microempreendedores Individuais (MEI) precisam rever os cálculos e verificar se ainda vale a pena continuar nesse regime fiscal. O ideal é que o empresário procure o contador"

Gilvanise Maia - Gerente da UOE do Sebrae

O valor da alíquota poderá variar de acordo com a razão entre a folha de pagamento e a receita bruta da empresa. O interesse do governo é privilegiar com alíquotas menores as empresas que tem uma maior quantidade de funcionários registrados. A empresa poderá sempre optar pela menor carga tributária se razão entre a folha de salários e a receita bruta seja igual ou superior a 28%.

As alíquotas estão distribuídas por setor. Na tabela que contempla as empresas do comércio, que são maioria entre os optantes do Simples no Rio Grande do Norte, a primeira faixa engloba os negócios com faturamento até R$ 180 mil por ano com alíquota de 4% e nada a deduzir. A segunda faixa vai de quem fatura acima de R$ 180 mil e até R$ 360 mil com uma alíquota de 7,3% e o valor de dedução é de R$ 5.940. A terceira faixa é destinada a quem tem faturamento entre R$ 360 mil e R$ 720 mil. Assim, a alíquota é de 9,5% e o valor a deduzir é de R$ 13.860.

 Já para as empresas que faturam entre R$ 720 mil e R$ 1,8 milhão, incidirá uma alíquota de 10,7% e a dedução chega a R$ 22,5 mil. A faixa seguinte envolve os negócios com faturamento anual entre R$ 1,8 milhão e R$ 3,6 milhões, a alíquota é maior, 14,3%, mas a dedução aumenta também e chega a R$ 87,3 mil. A sexta e última faixa vai de R$3,6 milhões a R$ 4,8 milhões e a alíquota é de 19% e a empresa pode deduzir R$ 378 mil.

Assim se um mercadinho, por exemplo, ao longo deste ano registrou um faturamento bruto de R$ 200 mil e em janeiro de 2018 teve uma receita de R$ 20 mil, a empresa será enquadrada na segunda faixa com uma alíquota de 7% [mas é preciso calcular a alíquota efetiva] o valor a pagar do Documento de Arrecadação do Simples (DAS) no próximo ano é de R$ 866, já deduzido os R$ 5.940. Pela regra atual, essa mesma empresa pagaria de imposto R$ 1.904.

A gerente da Unidade de Orientação Empresarial do Sebrae no Rio Grande do Norte, Gilvanise Borba Maia, faz uma recomendação: é preciso fazer cálculos. “Todas as empresas que são optantes e que não são não Microempreendedores Individuais (MEI) precisam rever os cálculos e verificar se ainda vale a pena continuar nesse regime fiscal. O ideal é que o empresário procure o contador para fazer essa simulação, até porque o Rio Grande do Norte ainda não acompanhou o aumento do teto. O subteto no estado ainda é de R$ 3,6 milhões”.

O Sebrae também presta atendimento e orientação presenciais para os empresários que desejam fazer essas contas, mas é preciso ter todos os dados, como faturamento e número de funcionários, bem organizados para o cálculo preciso. Na avaliação de Gilvanise Maia, esse é o momento ideal para fazer essa simulação, já que em janeiro o empreendedor terá de decidir se continua ou muda de regime fiscal. Segundo ela, as mudanças são positiva para uma boa parcela de empresas optantes, aquelas formalizadas como MEI. Essa categoria jurídica representa atualmente 62% das empresas potiguares inscritas no Simples.

Sistema simplificado

O Simples Nacional entrou em vigor em 1º de julho de 2007, criado pela Lei Geral da Micro e Pequena Empresa para simplificar a vida do empreendedor de pequeno porte. O regime basicamente unificou a arrecadação de tributos e reduziu a carga tributária das empresas que exercem determinadas atividades, deixando, como seu próprio nome diz: mais Simples. A redução dos tributos em alguns casos chega a 40%.

A Lei Geral regulamenta um tratamento simplificado e diferenciado às Pequenas e Médias empresas as PME’s. Seu principal objetivo é fomentar os pequenos negócios, para que estes fiquem competitivos no mercado objetivando geração de emprego, inclusão social, distribuição de renda, fortalecendo a economia e reduzindo a informalidade. Além disso, trouxe benefícios exclusivos às empresas que optam por este regime possibilitando menos burocracia na constituição da empresa ou seu fechamento, desonerações tributárias, maior facilidade e acesso a crédito e preferência nas compras públicas (licitações), garantido que o dinheiro circule e mantenha-se no município, fortalecendo a economia local.

Algumas vantagens das mudanças

– Aumento do teto de faturamento de R$ 3,6 milhões para R$ 4,8 milhões anuais. Para a categoria MEI, o teto passou de R$ 60 mil para R$ 81 mil anuais a partir de 01/01/2018;

– Quanto maior o número de funcionários, maior a possibilidade de redução tributária, pois o regime desonera tributariamente as empresas que colaboram na empregabilidade.

– Redução do número de tabelas, hoje existem seis anexos e para 2018 passam a valer apenas cinco, válida somente a partir de 01/01/2018;

– Inclusão de novas atividades, como indústria e comércio de cervejas, licores e vinhos caseiros/artesanais; medicina; medicina veterinária; psicologia; auditoria; economia; fomento mercantil entre outros;

Serviço:
www.rn.agenciasebrae.com.br
http://www.rn.sebrae.com.br
http://www.facebook.com/SebraeRN
http://www.twitter.com/SebraeRN
Call Center: 0800 570 0800
Agência Sebrae de Notícias (ASN RN): (84) 3616-7911

 

Comentar (0) Curtir Twitter

Turismo


28 de agosto de 2017   -   21:18:08

História do Brasil: potiguares conquistam primeiro lugar na final da Olimpíada Nacional

Três jovens potiguares conquistaram nesse domingo, dia 20, o primeiro lugar na grande final da 9ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB), disputada na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em Campinas-SP. Abraão Lucas, Gabriela Diandra e Lucas Gabriel Marinho, alunos do Pré no Over Colégio e Curso, concorreram com mais de 32 mil inscritos em todo o país e foram selecionadas em um grupo de 270 equipes classificadas.

Os estudantes tiveram que passar por 5 fases, nas quais mostraram seus conhecimentos sobre história do Brasil, envolvendo textos, documentos, imagens e mapas, através de questões de múltipla escolha e da realização de algumas tarefas. A ONHB existe desde o ano de 2009, por iniciativa do Departamento de História da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). A olimpíada abrange todo o território nacional e é um grande sucesso para alunos e professores do Brasil.

A ONHB tem um formato original. A Olimpiada é realizada por equipes compostas por 4 pessoas: 3 estudantes (oitavo e nono anos do ensino fundamental e qualquer ano do ensino médio) e o professor de história do colégio. “Que resultado maravilhoso... É ouro na cabeça! Obrigado Senhor. Parabéns feras que trouxeram o Ouro para o RN, parabéns ao professor Kleiton Andrade, a toda equipe Over e aos demais alunos que participaram da competição", comemorou o diretor da escola, Carlos André, nas redes sociais. 

Comentar (0) Curtir Twitter

Turismo


28 de agosto de 2017   -   21:12:44

Natal Convention Bureau e ABIH-RN promovem Café Relacionamento

Um público de aproximadamente 100 pessoas, entre mantenedores do Natal Convention Bureau, jornalistas e representantes do trade turístico, participa, a partir das 8h, nesta terça-feira (29), no Espaço Neuma Leão, em Natal, de mais uma edição do Café Relacionamento, evento promovido pelo Natal CVB e ABIH-RN, com o apoio da Maestria, Harmonium e Neuma Leão.

Além do café da manhã, momento para networking e informes do Natal Convention Bureau, o evento terá como ponto alto a palestra “Talentos e Valores – Geradores de Experiências Singulares, ministrada pelo coach Bernardo Lopes, da Maestria Desenvolvimento Humano. 

Comentar (0) Curtir Twitter

Turismo


28 de agosto de 2017   -   21:05:31

Natal: Feira internacional expõe cultura e artesanato de oitos países

Pela primeira vez em Natal, a exposição “Nações & Artes – Feira Internacional de Artesanato e Decoração” apresentará aos potiguares um acervo de mais de 100 mil produtos artesanais de oito países do Oriente Médio e América Latina. O responsável pelo evento é o empresário Juliano Michei que, nascido em família humilde de Santa Catarina, começou a trabalhar aos 15 anos no comércio, mas logo começou a se apaixonar pelo artesanato fazendo flores de madeira de forma artesanal para vender. Há 5 anos investiu sua carreira em feiras de artesanato e hoje é um dos maiores promotores de eventos do país. A feira começa dia 4 de setembro no Midway Mall e a entrada é gratuita.

O acervo da mostra inclui copos e taças de vidro com bordas em ouro de origem turca, além da exibição de peças em fios e tecidos da Índia, como Pashiminas e tapetes. Outro destaque é o artesanato peruano, feito com muitas cores aplicadas em tecido, lã e argila. O filtro dos sonhos é uma das maravilhas produzidas pelo país. Quem for ao local também poderá conferir o modo de vida, os costumes e as tradições da Turquia, Paquistão, Afeganistão, Índia, Peru, Bolívia, Índia, entre outros países. Destaque, ainda, para a oportunidade de não só se encantar, como também adquirir qualquer peça exposta no espaço, que tem preços a partir de R$ 10,00.

O público terá a chance de assistir de graça a apresentações de dança flamenca e cigana em diversos dias da semana, como também apreciar e adquirir uma infinidade de tipos de queijos, salames e vinhos produzidos na região Sul do Brasil. No segmento de moda, o Paquistão promete agradar ao público com seus lindos bordados e uma palheta de cores invejável. O colorido e a criatividade do país poderá ser visto em bolsas, colchas, trilhos de mesa, entre outros produtos. Já na linha casa, a Turquia, conhecida como o berço das toalhas de mesa artesanais bordadas, vai apresentar uma gama de opções de peças em bordados com richelieu, crivo, ponto palito e ponto cadeia.

Serviço:
Nações & Artes – Feira Internacional de Artesanato e Decoração
Onde: Midway Mall (praça de eventos)
Horário: de segunda a sábado, das 10 às 22h. Domingos e feriados, de 12h30 às 22h
Entrada: acesso gratuito

 

Comentar (0) Curtir Twitter

Turismo


28 de agosto de 2017   -   21:00:47

Conheça ferramenta de cotação online para agências de viagens

A TBO Holidays, um dos maiores portais voltados para prestação de serviço à indústria do turismo, acaba de lançar uma ferramenta para cotações online que deve facilitar muito o dia a dia das agências de viagens. O “Quotation” permite a total personalização do pacote, visando atender às necessidades específicas de cada passageiro.

No caso das reservas de hotéis, ao acessar a área reservada do portal da TBO Holidays com seu login e senha, o agente de viagens deve clicar em “Requerimento de Viagem” (no alto da tela) e dar um nome ao pacote que ele irá montar.

O próximo passo é escolher o destino, as datas (check in e check out), o número de hospedes e de quartos, além da classificação do hotel (número de estrelas). Feito isso para cada destino da viagem, o agente deverá clicar em “Atribuir Viagem” para associar aquele pacote a um nome da sua lista de passageiros. Após salvar a reserva, se ele quiser conferir o que foi feito basta acessar “Minhas Cotações”, no alto da tela.

Após ter definido os detalhes da viagem, é hora de acrescentar os hotéis que serão oferecidos aos passageiro. Ao entrar no pacote, automaticamente o sistema apresenta os hotéis com as características selecionadas anteriormente. Ao clicar em um dos hotéis da lista, a plataforma apresenta os quartos disponíveis que podem ser oferecidos. Basta selecionar para que os mesmo sejam inseridos na cotação.

A ferramenta ainda permite que o agente de viagens visualize informações e imagens do hotel, e se inclui a política de cancelamento na reserva. Assim que tudo estiver salvo, a etapa seguinte é enviar a cotação ao passageiro. Nesse momento, a reserva feita estará na aba “Ready” (no lado esquerdo da tela), onde aparecerá a opção para inserir o e-mail para onde a reserva deverá ser encaminhada.

Assim que o cliente abrir a reserva, a plataforma emitirá um aviso ao agente de viagens. Caso ele não consiga abrir o e-mail, o sistema oferecá um link que pode ser compartilhado por qualquer outra plataforma, com o WhatsApp, por exemplo. Na mensagem, todos os detalhes do hotel – fotos, descritivo e valores – e da reserva poderão ser avaliados pelo passageiro, que escolherá entre as opções qual ele prefere.

O mesmo princípio se aplica às reservas de passeios. Depois que o agente de viagens selecionar e enviar as opções que deseja oferecer ao seu passageiro – tipo de atividade e aluguel de veículo - o sistema vai atualizar automaticamente o que for escolhido por ele.

Nos dois casos, assim que o cliente decidir, a plataforma notificará novamente o agente, bastando apenas que ele finalize a reserva do que foi escolhido com um único clique. Todo o processo de como o agente de viagens pode enviar e gerenciar suas cotações no portal da TBO Holidays está explicado nestes dois vídeos do Youtube, com URL encurtada: https://goo.gl/9HdKhR e https://goo.gl/4maQN5.

Com uma plataforma com mais de 300 mil hotéis em todo o mundo, a TBO Holidays permite a realização de reservas em tempo real. Além disso, também através do portal, é possível solicitar ao hotel quaisquer serviços especiais como quartos interligados, unidades para não fumantes, cama king size, café da manhã, entre outras coisas. Como esses pedidos podem ser feitos diretamente online, sem a necessidade de encaminhar um e-mail, o agente ganha tempo precioso durante o processo de efetuar sua reserva. 

Sobre a TBO Holidays

Presente em 52 países e com mais de 21 mil clientes em todo mundo, a TBO Holidays é um portal de viagens B2B. Há mais de 15 anos atuando no mercado, a multinacional conta hoje com cerca de 18 mil parceiros ao redor do globo. Com sua matriz em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, a TBO Holidays faz parte do Grupo Naspers, que controla também grandes companhias digitais como o Buscapé e o Bondefaro.

 

Comentar (0) Curtir Twitter

EDIÇÃO N° 50 - AGOSTO DE 2017