Esportes

Foto: EBC
em 7 julho, 2018

Com proposta de padronização nas seleções, CBF aguarda por 'sim' de Tite


A CBF quer que Tite lidere um amplo plano para tentar revolucionar a gestão do futebol brasileiro, com uma proposta que incluirá um mapeamento completo de garotos desde os doze anos de idade, num esforço para identificar futuros jogadores para a seleção principal.

A proposta fez parte de uma conversa entre Rogério Caboclo, presidente eleito da CBF, e o treinador. O cartola assume em 2019 e quer criar um plano de médio e longo prazo para restabelecer a competitividade da seleção. A meta é, ainda, não depender de um só jogador.

Na proposta, a CBF também considera uma coerência no trabalho dos diferentes Times de base, garantindo que um "estilo" de jogo seja implementado. O modelo é parecido ao que existe no Barcelona, em que os jogadores já chegam ao time principal conhecendo a filosofia de jogo.

A proposta representa parte da oficialização da ideia da CBF de manter Tite no comando da seleção, confirme o Estado havia revelado na madrugada de sábado.

Autor(a): Saulo de Castro