Cultura

Foto: Divulgação
em 30 outubro, 2018

Concerto da Orquestra Sinfônica do RN desta quarta-feira traz maestro alemão e pianista americano

Um concerto inspirado nos gênios da música clássica alemã: Mozart, Beethoven e Brahms! Amanhã, dia 31, é dia de Movimento Sinfônico – Quartas Clássicas da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte – OSRN no Teatro Riachuelo. Para reger este concerto, a OSRN convida o maestro alemão Michael Koehler, reconhecido pelo público e pela crítica por suas excelentes performances e também o solista James Dick (EUA), um dos pianistas mais importantes de sua geração.

A noite promete boas surpresas ao público com esses ilustres convidados! A apresentação tem início às 20h e a entrada é gratuita. Mas, para garantir um lugar é necessário fazer a retirada do ingresso - caso tenha realizado a reserva prévia pelo site - na Galeria Fernando Chiriboga, 3º piso do Midway Mall, até às 22h desta terça-feira (30). Para o público interessado e que não conseguiu fazer a reserva pelo site, amanhã (31), será liberado o segundo lote na bilheteria do Teatro, a partir das 13h.

A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte é patrimônio imaterial do Estado e conta com sua manutenção estrutural pelo Governo do RN. A temporada 2018 tem o patrocínio do CEI Mirassol, da Companhia Energética do Rio Grande do Norte - Cosern, Hospital do Coração, Cabo Telecom, por meio da Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado e Prefeitura Municipal de Natal, por meio da Lei Djalma Maranhão. O projeto Movimento Sinfônico é uma realização da OSRN / Fundação José Augusto e Mapa Realizações Culturais e conta ainda com o apoio do Teatro Riachuelo, Opus Promoções, Galeria Fernando Chiriboga, Lado A Design, JD Terrazzo, G7 Comunicação, Restaurantes: Camarões, La Cachette e Poti.
Sobre os convidados
 
Maestro Michael Koehler - Na trajetória musical de Michael Koehler constam participações em importantes festivais em Berlim, Nova York, Copenhague e na América Latina, além de Master Classes com Kurt Masur, Gerd Albrecht e Rolf Reuter e na Academia Yehudi-Menuhin. Também conduziu inúmeras orquestras na Europa, Ásia e América Latina. Em 2000 recebeu o título de Doutor Philosophiae. Nesse mesmo ano assumiu a direção artística e musical da Orquestra Filarmônica de Leipzig, na qual permanece até hoje e apresenta séries de concertos repletos de inovações.
 
Pianista James Dick - Criado em Hutchinson, no estado de Kansas, seu talento levou-o da fazenda para a Universidade do Texas Music Building e para as grandes salas de concerto do mundo. Os primeiros triunfos de Dick como grande vencedor das competições internacionais de Tchaikovsky, Busoni e Leventritt foram uma mera introdução de uma exímia carreira destacada por aclamados recitais e performances de concertos. James Dick recebeu numerosas honras e elogios, incluindo a Medalha de Artes do Texas, o Chevalier des Arts et Lettres do Ministério da Cultura da França e Associado Honorário da Real Academia de Música de Londres.