Mundo

Foto: Reprodução
em 7 junho, 2018

Filho mata a própria mãe com 17 facadas

A Justiça britânica começou a julgar esta semana Thomas Westwood, de 46 anos, acusado de matar a própria mãe, Susan Westwood, de 68, com 17 facadas após uma discussão sobre a pouca quantidade de leite em uma xícara de chá.

De acordo com informações do portal Daily Mail, Susan teria reclamado do chá preparado pelo filho, que ficou possesso e desferiu os golpes com uma arma branca na mulher, que não resistiu aos ferimentos.

O caso aconteceu em Coventry, no Reino Unido, em dezembro do ano passado. À Justiça, Thomas confessou ter atacado a mãe, mas alegou que agiu em legítima defesa.

Segundo ele, Susan teria utilizado uma faca para atacá-lo primeiro, o que fez com que ele acabasse esfaqueando-a antes.

Além disso, o acusado contou que era vítima de bullying por parte da mãe. Seu advogado, Peter Grieves-Smith, alegou que Thomas estava sofrendo de um episódio de esquizofrenia paranoide no momento da briga.

Em nota, a família de Susan Westwood afirmou que ela era uma mulher “divertida e generosa”.

“Perder alguém na sua vida já é ruim o suficiente, mas Susan ser morta por alguém que ela amava e apoiava infinitamente é um golpe de crueldade. Isso está além da compreensão, nenhuma família imagina que um dia terá que passar por um evento tão traumático. Agora temos que encarar a realidade e aceitar que Susan nunca mais voltará para nós”, diz a carta.

A sentença de Thomas Westwood está prevista para sair no dia 3 de agosto, no tribunal Leamington Justice Court.

 

Autor(a): Saulo de Castro