Saúde

em 31 outubro, 2018

IDIARN lança segunda etapa da campanha contra febre aftosa

O Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (IDIARN) inicia nesta quinta-feira (01), a segunda etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa que será realizada durante todo o mês de novembro.
 
Nessa etapa a vacinação será obrigatória apenas para os animais de 0 a 24 meses, porém, os demais animais também deverão ser declarados. O produtor cadastrado junto ao IDIARN deverá adquirir sua vacina em uma das lojas autorizadas a comercialização e, após isso, vacinar seus animais e declarar o rebanho em um dos nossos escritórios, EMATER ou Secretárias Municipais de Agricultura.
 
Os produtores que possuem apenas animais acima de 24 meses, deverão fazer a declaração de comparecimento dos mesmos.
 
O RN tem hoje um rebanho bovino de 891.848 animais. Na primeira etapa da ação (Maio) o Estado vacinou 96,87% desse rebanho, mantendo os bons índices do ano anterior. Esses números permitem que o Estado continue com status livre de febre aftosa com vacinação. A febre aftosa é uma doença causada por vírus que provoca febre e aftas, principalmente na boca e entre os cascos dos animais, causando enorme perda na produção de leite e carnes.
 
“Tivemos uma ótima cobertura na campanha da primeira etapa e queremos manter os resultados que foram bastante significativos para o Rio Grande do Norte, mostrando que a adesão dos produtores para a vacinação continua sendo bastante efetiva”, explicou Camillo Collier – Diretor Geral do IDIARN.
 
O RN foi reconhecido internacionalmente livre de aftosa com vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em maio de 2014. Desde que conseguiu a classificação, sonhada há décadas pelos criadores potiguares o estado passou a exportar seus animais.
 
“O Rio Grande do Norte, está em processo de retirada da obrigatoriedade da vacinação contra febre aftosa, sendo essencial a manutenção dos altos índices de cobertura vacinal”, afirmou Renato Dias – Diretor de Defesa e Inspeção Sanitária do IDIARN.