Cidade

em 10 setembro, 2019

Intervenção urbana do Governo melhora rotina dos moradores do Praia-Mar

A Companhia Estadual de Habitação e Desenvolvimento Urbano do RN (Cehab) vai além do propósito de promover habitação digna para a população carente e tem realizado um projeto de intervenção urbana e social no conjunto habitacional Praia-Mar, na zona Oeste de Natal, que lhe rendeu o Selo Mérito 2019, recebido em agosto, na cidade de Foz do Iguaçu (PR). Nesta terça-feira, o diretor-presidente da Cehab, Pablo Thiago Lins, e o coordenador da instituição parceira (Funcern), Emerson José, apresentaram o projeto à governadora Fátima Bezerra, que enalteceu a iniciativa e parabenizou a todos os envolvidos.

“Tenho certeza de que este prêmio servirá de estímulo e incentivo para que a gente avance nas políticas de habitação e na política de regularização fundiária, nosso grande desafio”, declarou Fátima. Este ano, foram entregues 500 títulos fundiários urbanos, em uma ação na cidade de São Gonçalo do Amarante, e a meta desta gestão é regularizar 25 mil imóveis até o ano de 2022. 

O Prêmio ABC, promovido pela Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC) e pelo Fórum Nacional de Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano (FNSHDU), foi entregue no mês de agosto ao diretor-presidente da Cehab, Pablo Thiago Lins, durante o 66º Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social.

Ele enfatizou que o grande diferencial do projeto de Trabalho Técnico Social (TTS), que se destacou dentre os 25 inscritos de todo o país, sendo o único do Nordeste na categoria voltada para a produção e ou gestão de Habitação de Interesse Social (HIS), foi o intuito de ressignificar a vida dos moradores do conjunto por meio da construção de equipamentos urbanos e capacitação profissional, oferecendo-lhes maiores condições de inserção social. “Nós promovemos a regularização fundiária, o que já representa uma grande vitória para os moradores e, além disso, promovemos capacitação profissional por meio de cursos e oficinas”, explicou Pablo.

Através de um convênio firmado com a Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern), instituição ligada ao IFRN, foi feito inicialmente o cadastramento das 202 famílias que residem no conjunto, beneficiadas com ações sociais e de qualificação profissional. O objetivo foi dar oportunidade a quem já possui um lar de ter a chance de ser inserido de forma completa na sociedade, através de capacitação, emprego e renda dos beneficiários, numa ação intersetorial dentro do próprio Governo.  São cinco cursos oferecidos, dentre eles marketing pessoal, manicure e pedicure, operador de caixa e ainda uma oficina de como elaborar currículo. Os cursos são oferecidos pelo Senac e as oficinas pela própria Funcern. 

“O nosso setor social se empenhou muito nesse projeto pioneiro no país e que será modelo. Com isso mostramos que estamos cumprindo com o nosso dever que é garantir às pessoas o direito à moradia e também a dignidade, que engloba outros fatores”, destacou Pablo. O projeto de intervenção urbana será concluído em novembro, no entanto, em breve haverá a entrega de quatro equipamentos, que são a praça, a lagoa de capacitação, a quadra de esportes e o centro de convivência, que também abrigará o Conselho Comunitário, cuja diretoria já foi eleita em uma das atividades propostas no projeto.

Autor(a): Saulo de Castro