Mundo

Foto: Reprodução
em 8 junho, 2018

Irmã de rainha da Holanda é encontrada morta em Buenos Aires

A Casa Real da Holanda confirmou nesta quinta-feira (7) a morte da irmã da rainha Máxima, Inés Zorreguieta, aos 33 anos de idade. Ela foi encontrada morta em sua casa em Buenos Aires, capital da Argentina.

“Estou muito comovida e muito triste”, disse a monarca holandesa, de origem argentina, segundo um comunicado do Serviço de Informação do governo holandês.

Conhecida como a irmã preferida da rainha, Inés sofria de depressão. A principal suspeita é de morte por suicídio, segundo confirma um porta-voz do governo holandês à televisão holandesa NOS.

O funeral ainda não foi marcado. Tampouco há informações sobre a viagem de Máxima para a Argentina para despedir-se da irmã,  13 anos mais jovem que a rainha da Holanda.

Há anos, Inés sofria de transtorno alimentar. Chegou a ser internada em uma clínica psiquiátrica por alguns uns meses. Psicóloga de formação, Inés foi fortemente criticada por ter feito trabalhado na presidência de Mauricio Macri, considerado pela imprensa argentina como um gesto de “favoritismo”.

Inés é o segundo parente que a rainha Máxima perde em menos de um ano, já que em agosto do ano passado seu pai também morreu, aos 89 anos. Todas as aparições públicas agendadas para a rainha nesta sexta-feira e sábado foram canceladas, segundo um porta-voz do governo holandês.

 

 

Autor(a): Saulo de Castro