Cidade

em 11 junho, 2019

Jornalista do Globo teve conta em aplicativo de mensagens hackeada

O jornalista do GLOBO Gabriel Mascarenhas, repórter da coluna de Lauro Jardim, teve sua conta no aplicativo de troca de mensagens Telegram invadida por um hacker no dia 11 de maio. O ataque foi relatado a autoridades na ocasião.

Após a invasão, o hacker, se passando pelo jornalista, enviou mensagens intimidadoras ao procurador regional da República Danilo Pinheiro Dias. O criminoso dizia que precisava falar com Deltan Dallagnol, da Lava-Jato em Curitiba, pois tinha informações de que a operação estaria em risco. Afirmava que fora procurado por uma terceira pessoa, que teria invadido perfis de outros investigadores e lhe passado materiais sigilosos que comprometeriam a investigação.

Mais adiante, na mesma troca de mensagens, o hacker mudou o discurso, após o procurador desconfiar da real autoria das mensagens. Fez ameaças objetivas ao procurador, sustentando que poderia acabar com a Lava-Jato. Pinheiro Dias entrou em contato com o jornalista, que esclareceu não ser o autor das mensagens.

Na ocasião, antes da divulgação da invasão dos celulares de integrantes da lava-jato e, portanto, sem indícios de que poderia se tratar de um caso mais amplo, O GLOBO comunicou formalmente o ocorrido à Procuradoria-Geral da República (PGR). O jornal foi informado que o caso tinha sido levado à procuradora Raquel Branquinho, um dos nomes mais próximos da procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Autor(a): Saulo de Castro