Marca Maxmeio

Notícias

Nacional

13 de janeiro de 2018   -   14:44:01

Whatsapp é o queridinho das notícias

Mais privativos, o que permite um maior compartilhamento sem constrangimento, e não filtragem por algoritmos. Estes são motivos mais do que suficientes para transformar os aplicativos de mensagens nos queridinhos para visualização de notícias, segundo Nic Newman, ex-BBC e pesquisador responsável pelo Digital News Report 2017. Os principais serviços são WhatsApp (primeiríssimo lugar no Brasil) e Messenger, ambos do Facebook. Ainda tem o Snapchat e outros de alcance regional, como Vibe (Europa) e WeChat e Line (Ásia), segundo apontou reportagem da Folha de São Paulo. Whatasapp: o dono do pedaço Conforme dados do relatório anual sobre jornalismo digital do Instituto Reuters, da Universidade Oxford (Reino Unido), também publicado na Folha, o Brasil aparece como um dos mercados em que mais cresceu o compartilhamento via WhatsApp. O estudo foi realizado em 36 países. Em três deles (Brasil, México e Turquia) a pesquisa se restringiu às regiões urbanas. O “Brasil urbano”, como descreve o relatório divulgado pela Folha, registrou uma das maiores quedas no recurso à mídia social (Facebook, YouTube, Twitter e outros) para informação: menos 6%, de 2016 para 2017. A redução específica para o Facebook foi de 12%. Já o uso de WhatsApp para acessar notícias cresceu 7%. Ainda assim, o Facebook mantém-se à frente, com 57% dos entrevistados dizendo ter se atualizado sobre o noticiário pela plataforma, ante 47% que citaram o WhatsApp. O recurso a aplicativos de mensagens para se informar avança na América Latina e na Ásia.
Comentar (0) Curtir Twitter

Deixe seu comentário

Blogs

EDIÇÃO N° 54 - DEZEMBRO DE 2017