Polícia

em 26 setembro, 2018

Operação Clowns prende quatro suspeitos e apreende adolescente suspeitos por homicídio em Natal

Uma investigação da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, com apoio da Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), resultou na deflagração da Operação Clowns, na manhã desta quarta-feira (26). Quatro suspeitos foram presos e um adolescente foi apreendido.

O principal intuito desta operação, foi cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão contra suspeitos pelo homicídio de Ranieri Pablo da Silva Azevedo, vulgo “Pequeno”, ocorrido no dia 4 de agosto, no bairro de Neópolis, em Natal. De acordo com as investigações, a motivação para o crime seria uma vingança, após Ranieri ter praticado um homicídio contra Weider Batista Caetano. A denominação da Operação como Clowns (Palhaços, em inglês), faz referência a uma tatuagem em comum entre membros de uma facção criminosa do estado, que cometeram o crime contra Ranieri.

Foram identificados dez suspeitos de participação no crime, entre eles, um adolescente. Quatro suspeitos foram presos, na manhã desta quarta-feira, em cumprimento a mandados de prisão e um menor foi apreendido. São eles, José Anselmo Lemos Neto, vulgo “Ureia”, 29 anos; Gabriel Bezerra da Silva, 18 anos; José Antônio da Conceição, vulgo “Peixe”, 32 anos; e Lucas Paiva de Oliveira, 23 anos. Com esses, os agentes encontraram uma pistola 380, uma quantia de R$ 8.500, maconha, cocaína, drogas sintéticas, sacos de embalagens. Essa apreensão resultou em uma prisão em flagrante de José Anselmo, o “Ureia”, por posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. 

Durante as abordagens em cumprimento aos mandados, os policiais realizaram uma incursão a uma residência em busca dos suspeitos e encontraram no local, munições de calibre 12, munições de calibre 45, munições de calibre 380 e um pó branco, supostamente cocaína. Nessa casa nenhum suspeito foi encontrado.

A Polícia Civil segue com as investigações em busca do paradeiro de outros quatro suspeitos de participação no homicídio. Estão foragidos, Felipe Souza do Nascimento; Jefferson Cleiton Fernandes, vulgo “Bomba” ou Raposo”; Antônio Marcos Soares Alves, vulgo “Ernesto”; e um suspeito conhecido como Juninho Lobão. 

A Operação Clowns foi conduzida pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e contou com a participação da 2ª DP de Natal, 2ª DP de Parnamirim, Delegacia Especializada em Atendimento ao Adolescente (DEA), Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC), Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (DEFUR), Delegacia Especializada em Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (DEPROV), 5º Batalhão de Polícia Militar, Força Tática do 9º Batalhão da Polícia Militar, Força Tática do 3º Batalhão de Polícia Militar, Batalhão de Choque, Companhia Independente de Proteção Ambiental (CIPAM), Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM) e Coordenadoria de Administração Penitenciária (COAPE).