Nacional

em 28 setembro, 2018

Operação da PF investiga propina paga pela Odebrecht a Marconi Perillo

O Ministério Público Federal e a Polícia Federal deflagraram hoje (28) a Operação Preposto, com o objetivo de provar crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa atribuídos ao ex-senador e ex-governador de Goiás, Marconi Perillo, do PSDB.

As suspeitas têm como origem colaborações premiadas feitas por executivos da Odebrecht. De acordo com os investigadores, a operação tenta identificar o destino de aproximadamente R$ 12 milhões em recursos desviados.

Autor(a): Saulo de Castro