Política

Foto: Twitter
em 13 abril, 2019

Regozijo do dia: o prefeito de Nova York escracha Bolsonaro

Integrante da extrema esquerda do Partido Democrata norte-americano, Bill de Blasio, prefeito de Nova York, fez declarações que os contrários Bolsonaro festejaram nas mídias sociais. 

E os favoráveis ficaram possessos. Mais um ringue para dois. Assunto entre os mais comentados do Twitter neste sábado (13).

Mas, o que disse o prefeito?

Diante da hgomenagem prevista para o presidente brasileiro no Museu de História Natural, em NY, o prefeito pede o cancelamento e diz que Bolsonaro é um “ser humano perigoso”, “notoriamente racista e homofóbico”, que está destruindo a floresta amazônica. E mais.

O evento está marcado para o dia 14 de maio, organizado pela Câmara de Comércio Brasil-EUA, e Bolsonaro está entre os homenageados como uma das “pessoas do ano”.

O perfil do museu no Twitter se manifestou com a "preocupação" pela possibilidade da não realização do evento. Leva a culpa não à homenagem bolsonariana, mas que a organização divulgou o evento sem antes confirmar a agenda do museu.

Solo americano

Blasio é crítico contumaz de Donald Trump, que ficou unha e cutícula com Bolsonaro. Afinal, os dois se parecem. Nas ideias.

O prefeito novaiorquino costuma usar o Twitter para lançar suas salivas desfasvoráveis ao presidente norte-americano.

Entre elas, essa, no desencontro de ponto de vista sobre a presença de imigrantes:

- @realDonaldTrump a retórica racista não poderia estar mais errada. Em Nova York, nós temos a maior percentagem de imigrantes do que em qualquer momento no século passado e estamos mais seguros e prósperos do que nunca.

Autor(a): Eliana Lima