Polícia

em 12 março, 2018

Reportagem do Fantástico mostra gravação de ex-procuradora da ALRN recebendo dinheiro de mesada

A ex-procuradora da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), Rita das Mercês, disse que embolsava R$ 5 mil por mês para que não denunciasse a participação de políticos em um esquema de corrupção que desviou até R$ 9 milhões dos cofres públicos. Inclusive, até o nome do Governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD, estava incluído.

Monitorada pela Polícia Federal e revelada durante uma reportagem do Fantástico neste domingo (11), a ação mostrava Adelson Freitas dos Reis, assessor do governador Robinson Faria, sendo flagrado fazendo os pagamentos. Segundo o Portal de Notícias G1, o dinheiro responsável por comprar o silêncio de Rita era entregue ao filho dela, Gustavo Villaroel, de acordo com a ex-procuradora.

No valor de R$ 5 mil, o dinheiro era dado em troca do silêncio dela a respeito da corrupção, que durou entre 2015 e 2017, Rita das Mercês confessou ao Ministério Público Federal (MPF). Em um dos vídeos, Rita ainda reclama de seus custos com o advogado, no que Adelson responde: "Ritinha, mas aquele negócio... Robinson pediu pra você: 'Diga a ela que não, quem vai pagar sou eu'".