Saúde

em 9 outubro, 2018

Sesap diz que hospital não foi notificado sobre médica que rasgou receita de eleitor do PT em Natal

Questionada pelo portaldaabelhinha sobre a médica do Hospital Giselda Teigueiro que rasgou receita de paciente que revelou votar em Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições, a Secretaria de Saúde do RN (Sesap) informa que a unidade de saúde ainda não foi notificada sobre o fato relatado. Por outro lado, a Secretaria esclarece que esta não é uma conduta adotada pelo Hospital, nem muito menos de orientação do órgão. Assim que for notificada, a direção da unidade iniciará um processo de abertura de procedimento de sindicância e tomará as medidas cabíveis dentro da Lei.

De acordo com o Sindsaúde, um senhor aposentado, de 72 anos, que já foi servidor da unidade, relatou que uma médica infectologista do hospital Giselda Trigueiro, em Natal/RN, rasgou a receita dele após o mesmo responder que não votaria em Bolsonaro. .

O aposentado é paciente de uma outra médica que não estava na unidade. Após saber que a ausência da mesma, o senhor foi encaminhado para essa médica, para solicitar uma receita. A infectologista recebeu o idoso e pediu para que aguardasse. Ao retornar com a receita em mãos, perguntou em quem o senhor iria votar, em Haddad ou Bolsonaro. O mesmo respondeu que votaria em Haddad. Após sua resposta, a médica disse: “Então pronto, eu vou rasgar sua receita”, rasgou e saiu.