Mundo

em 19 setembro, 2018

Teia de aranha com mais de 300 metros cobre praia na Grécia

Uma teia de aranha de 300 metros tomou conta de uma praia na Grécia. Segundo especialistas, trata-se de um fenômeno sazonal causados por espécies de aranhas capazes de construir teias gigantescas para acasalamento. Segundo investigação, acredita-se que o aumento de mosquitos nessa época do ano causou o aumento dessas aranhas. 

A biologa Maria Chatzaki, professora da University of Thrace, na Grécia, atribuiu o fenômeno ao aumento da temperatura e umidade, além da abundância em alimentos, o que contribuiu para o aumento do número de aranhas, ajudando assim na reprodução destas.

Segundo a bióloga, essas aranhas não oferecem riscos aos seres humanos e nem a flora local, elas fazem sua reprodução e logo após isso, morrem.