Economia

em 19 março, 2020

Banco Central e Fed ampliam oferta de dólar em US$ 60 bilhões

Foto: Marcello Casal/Agência Brasil

Uma luz se acende no túnel escuro da alto do dólar.

O Banco Central (BC) do Brasil e o Federal Reserve (Fed - banco central dos Estados Unidos) anunciaram hoje (19) que vão manter, por pelo menos seis meses, um acordo de swap (troca) de liquidez (recursos disponíveis) em dólares americanos. O montante é de US$ 60 bilhões e vai ampliar a oferta de dólar no mercado doméstico, informou hoje (19) o BC.

Segundo o BC, o dinheiro será utilizado para "incrementar os fundos disponíveis para as operações de provisão de liquidez em dólares", e que a liquidez vai se  somar "ao conjunto de instrumentos disponíveis do BC para lidar com a alta volatilidade dos mercados em decorrência da pandemia da Covid-19".

Segundo a Agência Brasil, o anúncio "inclui também as autoridades monetárias da Austrália, Dinamarca, Coreia do Sul, México, Noruega, Nova Zelândia, Singapura e Suécia. O Federal Reserve também possui linhas de swap de liquidez em dólares americanos com o Banco do Canadá, o Banco da Inglaterra, o Banco do Japão, o Banco Central Europeu e o Banco Nacional Suíço".

Autor(a): Eliana Lima