Cultura

em 3 fevereiro, 2020

Carnaval: pela primeira vez monociclos elétricos vão invadir o Sambódromo

Foto: Divulgação

A escola de samba Sociedade Rosas de Ouro, uma das mais tradicionais do carnaval paulistano, vai inovar no desfile em 2020. A escola vai levar para o Sambódromo do Anhembi o enredo “Tempos Modernos”, misturando diferentes experiências digitais interativas desenvolvidas em parceria com grandes empresas de tecnologia e centros acadêmicos, como a Poli – USP, o Centro Universitário FEI e o Instituo Mauá de Tecnologia. A ideia é unir arte, cultura e tecnologia num desfile inovador, destacando o que há de mais moderno atualmente, como a realidade aumentada, os aplicativos e os gadgets especiais. Dentro desse conceito inovador, uma das atrações mais surpreendentes da Rosas de Ouro neste ano será o grupo cênico chamado de “Future-se!”, no qual vão desfilar 20 monociclistas conduzindo monociclos elétricos de última geração. Eles estarão vestindo fantasias e representarão uma nova proposta de mobilidade urbana para a sociedade. Será a primeira vez que esse tipo de veículo participará do Carnaval no Brasil. O desfile da Rosas de Ouro vai dar visibilidade a uma tecnologia e uma proposta de mobilidade urbana que vem conquistando um número cada vez maior de usuários, sobretudo nas grandes cidades.

“As pessoas que estão trocando o uso diário do automóvel ou do transporte coletivo pelo monociclo elétrico fazem parte de um perfil de público voltado para um novo propósito de vida, mais econômico, divertido e eco-friendly. É uma nova tendência dentro da mobilidade urbana dos grandes centros, na qual a qualidade de vida (sem congestionamentos, por exemplo), o tempo gasto para se locomover e os custos envolvidos formam um pacote que atrai um número cada vez maior de consumidores”, afirma Márcio Canzian, sócio da Eletricz, distribuidora com sede em São Paulo (SP), empresa referência no transporte. Um bom exemplo dessa tendência vem da própria escola Rosas de Ouro com o seu carnavalesco André Machado, responsável pelo desenvolvimento do tema “Tempos Modernos”. Ele próprio, após participar da decisão de incluir a ala cênica no desfile, se encantou com o equipamento, adquiriu um exemplar e incorporou o monociclo ao seu dia a dia. “Uso quase todos os dias para vir da minha casa, na Vila Mariana, na zona Sul, até a Rosas de Ouro, na zona Norte, mesclando o trajeto com metrô e ciclofaixa”, conta o carnavalesco. André também estará na avenida no dia do desfile oficial com o monociclo na passarela do samba.

SOBRE A ELETRICZ

A Eletricz (www.eletricz.com.br) iniciou suas operações em julho de 2018 com a missão de promover a locomoção de curta e média distância, incentivando a valorização da vida ao ar livre, a apropriação saudável das vias públicas e a mudança para um estilo de vida mais saudável, divertido e econômico. Por isso, comercializa os mais avançados veículos elétricos portáteis e desenvolve projetos e ações para difundir e incentivar este novo perfil de mobilidade urbana. A empresa comercializa monociclos, patinetes e bicicletas elétricas, mas os monociclos respondem hoje por 80% do seu faturamento, que deve chegar a R$ 3 milhões em 2019 e já saltar para R$ 5 milhões no próximo ano.

Fonte: Agência de Comunicação