Polícia

em 23 abril, 2020

Corona a jato

Foto: PF

O ministro Sérgio Moro (Justiça) vem alertando no seu perfil do Twitter que os recursos federais destinados ao enfrentamento do novo coronavírus estão sendo rastreados para evitar desvios.

Pois bem. Recado dado, reação à ação de irregularidade. A Polícia Federal deflagrou hoje (23) operação no município de Aroreiras (PB). 

Dos alvos, três mandados de busca e apreensão na prefeitura, sede de uma empresa e na casa do investigado, que não teve o nome revelado.

Motivo: desvio de recursos destinados à compra de livros para divulgar informações sobre o coronavírus e ajudar a combater a pandemia de covid-19.

Segundo comunicado da PF, a compra dos livros foi feita sem licitação e com dinheiro do Fundo Nacional de Saúde:

- Restou demonstrado que livros e cartilhas similares estão disponibilizadas gratuitamente na página do Ministério da Saúde na internet. Ademais, a CGU apontou que um dos livros foi adquirido pelo município cerca de 330% acima do valor comercializado na internet, o que ocasionou um superfaturamento correspondente a 48.272,00 reais.

A operação contou com a participação do MPF (Ministério Público Federal), o Ministério Público do Estado da Paraíba, Controladoria-Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da Paraíba.

Autor(a): Eliana Lima