Economia

em 15 janeiro, 2020

Estados Unidos e China assinam primeira fase de acordo comercial

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou, nesta quarta-feira, 15, o firmamento da primeira fase de um acordo comercial com a China depois de dois anos de disputas tarifárias envolvendo os dois países. “Estamos muito orgulhosos dos esforços, muitos acharam que este acordo era impossível”, afirmou o presidente americano.

“Hoje demos um passo crucial, um que não tínhamos dado antes com a China”, disse o presidente. Ele garantiu que o pacto contém “compromissos substanciais e executáveis”, mas afirmou que as tarifas impostas aos produtos chineses vão se manter até a “fase dois” ser concluída. “Vou deixá-las em vigor porque de outra maneira não teremos cartas com as quais negociar”, disse Trump

O anúncio, realizado na Casa Branca, tem a presença de Liu He, vice-premiê da China. O chinês disse que o acordo reafirma o compromisso da China de migrar de um modelo de crescimento rápido e intenso para o que classificou como ‘crescimento saudável’. “Os dois países decidiram em linha com o mercado. Os dois governos precisam de ingressar na economia global”, afirmou ele. “A China dá boas vindas aos investidores globais, incluindo os dos Estados Unidos”, encerrou. 

Os detalhes do acordo ainda não foram divulgados. O representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, porém, afirmaram em um comunicado divulgado na terça-feira 14 que todos os aspectos da primeira fase de um acordo comercial com a China serão divulgados nesta quarta-feira, exceto um anexo confidencial que detalha os produtos e serviços dos EUA a serem comprados pela China.

 

Autor(a): Saulo de Castro