Polícia

em 5 março, 2020

Ex-secretário Nacional de Justiça é preso na Lava Jato

A Polícia Federal deflagrou hoje (5) mais uma etapa da Operação Lava Jato, com nove mandados de prisão (seis preventivas e três temporárias) e 32 de de busca e apreensão na cidade do Rio e na Baixada Fluminense.

Entre os sete que já foram presos, Astério Pereira dos Santos, ex-procurador da Justiça que foi secretário Nacional de Justiça e Cidadania do governo Temer.

Na mira das investigações, pessoas físicas e jurídicas que participaram de uma rede de pagamentos de propina relacionada às atividades da Seap (Secretaria Estadual de Administração Penitenciária).

Segundo a PF, a "rede seria organizada por empresários e agentes públicos com apoio de dois escritórios de advocacia. Entre os agentes públicos envolvidos há um ex procurador de justiça, e o esquema beneficiaria integrantes do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro".

O dinheiro recebido no esquema corrupção "estaria sendo dissimulado através do uso de pessoas jurídicas, laranjas e familiares dos envolvidos".

Autor(a): Eliana Lima