Esportes

em 22 janeiro, 2019

Paratletas da Sadef voam de parapente na Paraíba

"Não tem explicação. A sensação é de total liberdade". Foi assim que o paratleta Jackson Alexandre resumiu como foi voar de parapente pela primeira vez. Ele e outros 9 atletas da Sadef - Sociedade Amigos do Deficiente Físico viveram essa experiência no fim de semana, na Praia do Sol, na Paraíba. 

A aventura nos céus aconteceu graças ao projeto "Não consigo andar, mas posso voar", criado há três anos pelo instrutor de paraglider Cláudio Cardoso, o Cloud. Este ano, 60 cadeirantes da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte foram convidados a voar, com a ajuda de uma grande equipe, entre apoio técnico, instrutores e pilotos dos três Estados. A Sadef/RN deu todo o apoio logístico para a viagem dos potiguares. 

"Vivi várias emoções na vida, mas nenhuma se iguala a essa, de voar de parapente. Já tinha visto muitas belas imagens lá do alto, mas de dentro de avião. Hoje tive o imenso prazer de sentir o vento no meu rosto! E ver as maravilhas de Deus lá de cima!", disse Jackson.