Mundo

em 20 fevereiro, 2020

Pesquisador da UFRN ganha R$ 1 milhão

Foto: Instituto Serrapilheira

Pesquisador do Instituto Internacional de Física da UFRN, Rafael Chaves, 38 anos, é um dos contemplados com bolsa de R$ 1 milhão do Instituto Serrapilheira, ao lado dos físicos Bruno Mota e Mario Leandro Aolita, da UFRJ. 

Cada um receberá R$ 700 mil, mais um bônus de R$ 300 mil destinado à integração e à formação de grupos sub-representados na ciência. 

Segundo a UFRN, o "trabalho de Rafael Chaves busca compreender as implicações de se processar informação em computadores de forma quântica – uma delas é, por exemplo, a impossibilidade de copiar essa informação. Ele investiga, ainda, como se dão as relações de causa e efeito na mecânica quântica. Para isso, aplica a teoria matemática da causalidade, a aprendizagem de máquinas e a inteligência artificial de modo a entender os limites da física clássica e reavaliar seus conceitos básicos. Leia mais sobre o físico".

Autor(a): Eliana Lima