Mundo

em 28 fevereiro, 2020

Potiguar que mora no Japão conta o drama devido o coronavírus

Foto: Shirly enviou várias fotos de prateleiras vazias em diversos mercados do Japão

"Olha, o governo pede calma e que a população não fique em pânico. Mas a situação está ficando complicada", diz a potiguar Shirly Dantas em conversa com o portaldaabelhinha pelo WhatsApp. Ela mora em Hamamatsu, na província de Shizuoka.

Continua: 

- Não temos lenço de papel e papel higiênico nas prateleiras dos mercados (onda gerada por uma Fake News no Twitter de que as fábricas da área iriam parar, com a corrida para estoque, houve desabastecimento). Arroz, itens congelados e de fácil preparo, como cup noodles, também desapareceram das prateleiras. Máscaras sumiram há umas 3 semanas e não voltaram aos estoques".

Complementa:

- Ontem [27], às 22:30, os pais receberam mensagem das escolas anunciando fechamento até as férias de primavera de escolas de ensino fundamental 1, fundamental 2 e colegial. As aulas para creches estão mantidas. Assim como a produção nas fábricas. O que gera desconforto na população, pois os trens lotados espalham o vírus, os bebês têm a imunidade mais baixa e continuam expostos e as crianças maiores sozinhas em casa, vão para a rua, não tem jeito de controlar".

Reclama:

- A medida foi anunciada sem planejamento e de forma abrupta, os pais não tiveram tempo de se preparar, causando uma nova corrida aos mercados".

Diz que a província de Hokaido foi fechada e o governador pede para a população não sair de casa. 

Olímpiada

Apesar de o governo dizer que as olimpíadas estão mantidas, a população acredita que será cancelada, a contar que o vírus está se comportando como o vírus comum da influenza. "O crescimento do surto está em proporção parecida aos surtos anuais que temos de influenza, à época das olimpíadas a proliferação estará em seu pico, colocando em risco maior número de pessoas. Além disso, o vírus está apresentando efeito Boomerang (após 3 semanas de alta, alguns pacientes estão apresentando sintomas e testando positivo para o vírus)", explica.

Cuidados

Shirly conta que a expectativa para o fim de semana é de "alerta e preparo na medida do possível para uma eventual quarentena geral".

Comentários indicam para possível desabastecimento em outros países diante do ataque - sem precedentes - de gafanhotos, que começou na África.

O que fechou no Japão por causa da ameaça do coronavírus:

Tokyo Disneyland
Disney sea
Universal studios japan
Legoland
Nagashima spaland
Fuji Q highland (parque de montanhas russa)
Sanrio puroland (parque da gelo kitty)
Inumana meiji Mura (museu a céu aberto)
Tobu world square (parque de cenários mundiais (pontos turísticos mundiais) em miniatura)
Toey tokyo studios (museu que remonta à era feudal)
Edo wonderland ( museu que remonta a era edo (Japão feudal)
Sea paradise

A potiguar envia fotos de prateleiras vazias em diversos mercados

Autor(a): Eliana Lima